Programa de Compensação RAFALE

Na sexta-feira 1 de abril de 2011 foi organizado na Fiemg, em Belo Horizonte, o Seminário Programa de Compensação Rafale para o Brasil. No escopo da possível aquisição pela Força Aerea Brasileira dos aviões de combate do consórcio Francês RAFALE International (DASSAULT AVIATION, SNECMA – Grupo SAFRAN e THALES), as empresas do Consórcio estão empenhadas em executar, no Brasil, um ambicioso programa de compensação ou “offset”.

Este programa de compensação ou “offset” consiste de parcerias industriais, de transferência de tecnologia, de acordos bilaterais em benefício da indústria, de centros de pesquisa e de formação no Brasil. O Consórcio RAFALE pretende transferir toda sua tecnologia, permitindo inclusive que toda a manutanção dos aviões seja realizada no Brasil. Esse ponto é importante, sendo que a duração de vida de uma avião caça é de aproximadamente 30 anos. Gradativamente, engenheiros brasileiros iriam à França para se capacitarem nas fábricas para voltar ao Brasil e implementar novos processos. Mas além da transferência de tecnologia, pretende-se desenviolver grandes projetos em conjunto para um desenvolvimento em comum. Dessa forma seria possível futuramente desenvolver novos aviões no Brasil. ”No longo prazo, as empresas brasileiras a alcançariam autonomia” afirmou o Diretor da Dassault Internacional do Brasil, Jean-Marc Merialdo.

As áreas econômicas particularmente interessadas são a aeronáutica militar e civil, a defesa e, também, todas aquelas ligadas ao setor de alta tecnologia, pois um avião caça moderno concentra as mais avançadas tecnologias de vários setores.

O seminário foi organizado com o intuito de conhecer os principais atores da área econômica, industrial, do mundo da pesquisa e da educação no Estado de Minas Gerais, com o objetivo de fortalecer sua presença no Estado, identificando novas oportunidades de cooperação no âmbito do programa de compensação.

O seminário co-organizado pela FIEMG teve como objetivo apresentar as modalidades práticas para a participação neste programa de compensação ou “offset” proposto pela RAFALE Internacional e possibilitou que os representantes da indústria, pesquisa e educação do Estado encontrassem as empresas participantes do Consórcio.

Durante o evento, foram assinados vários protocolos de intenções entre empresas do Consórcio RAFALE e empresas e entidades mineiras. A Dassault assinou protocolos de intenções com a Fiemg para transferência de tecnologia e com o Centro de Inovações CSEM Brasil que desenvolveu uma procelana para revestimentos de componentes eletrônicos. Já, a Universidade Federal de Minas Gerais firmou com a SNECMA (fabricante de motores) uma proposta de parceria sobre capacitação de pessoas e pesquisa. A mesma SNECMA firmou outra proposta de parceria com a IAS, empresa mineira especializada em manutenção de motores de aeronaves.

rafale

Leave a Reply